TUMORES Benignos: Tipos, Causas e Tratamentos

Curta e Compartilhe!
Tempo de leitura: 5 minutos

Diferença Entre Tumor Benigno e Maligno (câncer)

Um tumor é um crescimento anormal de células que juntas formam uma massa.

Essa massa tumoral pode ser de células benignas ou malignas – o câncer.

publicidade

Um tumor benigno é composto, então, de células de comportamento normal, não invade tecidos próximos ou se espalha para outras partes do corpo como o câncer.

Na maioria dos casos, a presença de tumores benignos não traz mal algum. Mas eles também podem causar problemas se pressionarem estruturas vitais, como vasos sanguíneos ou nervos.

Portanto, às vezes eles exigem tratamento e outras vezes não.

Causas dos tumores benignos

O que causa um tumor benigno?

Muitas vezes a causa é desconhecida.

A causa pode ser por:

  • Toxinas ambientais, como exposição à radiação
  • Genética
  • Dieta
  • Estresse
  • Trauma ou lesão local
  • Inflamação ou infecção

Tipos comuns de tumores benignos

Existem muitos tipos diferentes de tumores benignos decorrentes de diferentes estruturas do corpo.

Impossível esgotar o assunto em um único artigo. Assim, vamos falar dos mais comuns.

Estes são alguns dos tipos mais comuns:

  • Adenomas
  • Fibromas
  • Hemangiomas
  • Lipomas
  • Meningiomas
  • Miomas
  • Nevos
  • Neuromas
  • Osteocondromas
  • Papilomas

Adenomas

Os adenomas são tumores benignos a partir do tecido epitelial de uma glândula ou estrutura semelhante à glândula.

Tecido epitelial é a fina camada de tecido que cobre órgãos, glândulas e outras estruturas.

Um tipo comum de adenoma é o pólipo no cólon. Os adenomas também podem crescer no fígado ou nas glândulas supra-renais, hipófise ou tireoide.

Se necessário, os adenomas podem ser removidos com cirurgia.

Embora não seja comum, esse tipo de tumor pode se tornar maligno. No cólon, menos de 1 em cada 10 adenomas se tornam cancerosos.

Fibromas

Os fibromas são tumores de tecido fibroso ou conjuntivo que podem crescer em qualquer órgão.

Um tipo de tumor de tecido fibroso é o tumor desmoide. Esses tumores podem causar problemas ao crescer nos tecidos próximos.

publicidade

Hemangiomas

Resolução do hemangioma

Os hemangiomas são um aglomerado de células dos vasos sanguíneos na pele ou nos órgãos internos, como um “novelo de vasos”.

Muitos hemangiomas se apresentam como uma marca de nascença, geralmente ocorrendo na cabeça, pescoço ou tronco.

Eles podem aparecer em vermelho, vinho ou azulado.

A maioria regride e desaparece por conta própria.

Aqueles que interferem na visão, audição ou alimentação podem necessitar de tratamento com medicamentos, como corticosteróides e propranolol.

Lipomas

Os lipomas são tumores que crescem a partir de células adiposas.

Eles são o tumor benigno mais comum em adultos, freqüentemente encontrados no pescoço, ombros, costas ou braços.

Os lipomas são de crescimento lento, geralmente redondos e móveis, e suaves ao toque. Podem ocorrer como tendência na família e às vezes eles resultam de uma lesão.

O tratamento pode ser necessário se um lipoma for doloroso ou estiver crescendo rapidamente.

O tratamento pode incluir injeções de esteróides ou remoção por meio de lipoaspiração ou cirurgia.

Dois outros tipos de tumores benignos de gordura são os lipoblastomas, que ocorrem em crianças pequenas e hibernomas.

Meningiomas

Os meningiomas são tumores que se desenvolvem a partir da membrana que envolve o cérebro e a medula espinhal.

Cerca de nove em cada 10 são benignos.

Muitos crescem devagar e outros crescem mais rapidamente.

O tratamento varia dependendo da localização do meningioma e dos sintomas que ele causa.

Os sintomas podem incluir dor de cabeça e fraqueza de um lado, convulsões, alterações de personalidade e problemas visuais.

Se a cirurgia é necessária, seu sucesso depende da sua idade, a localização do tumor e se ele está ligado a alguma outra estrutura.

O tratamento de radiação pode ser usado para tumores que não podem ser removidos.

Miomas

Os miomas são tumores que crescem a partir do tecido muscular.

Os leiomiomas crescem do músculo liso, que é encontrado em órgãos internos como o estômago e útero.

Eles podem começar nas paredes dos vasos sanguíneos (que também é contém tecido muscular).

Na parede do útero, os leiomiomas são freqüentemente chamados de miomas.

Embora não sejam malignos, os miomas podem causar sangramento intenso, problemas na bexiga, além de dor ou pressão na região pélvica.

Um raro tumor benigno do músculo esquelético é o rabdomioma. Esses tumores podem ser simplesmente observados.

Para tratar os sintomas, eles podem ser encolhidos com medicamentos ou removidos com cirurgia.

Nevos

Os nevos são tumores benignos na pele. Eles podem variar em cor: de cor-da-pele, rosado e bege para marrom ou enegrecido. Podem ser manchas ou tumores elevados (pápulas).

 

A pessoa pode desenvolver novos tumores até os 40 anos de idade.

publicidade

Nevos que parecem diferentes das comuns (nevos displásicos) podem ser mais propensos a evoluir para um tipo de câncer de pele, o melanoma. Por este motivo, é importante que a pele seja examinada regularmente por um dermatologista.

Isto é especialmente verdadeiro se os nevos parecerem incomuns, crescerem ou mudarem de forma, terem bordas irregulares ou mudarem de cor ou de qualquer outra característica.

Às vezes é necessário remover um nevo para verificar se este, na verdade, não é um melanoma. Leia sobre melanoma.

Neuromas

Os neuromas são tumores que crescem dos nervos.

Dois outros tipos de tumores do tecido nervoso são neurofibromas e schwannomas.

Esses tumores benignos do nervo podem ocorrer quase em qualquer lugar nos nervos que percorrem todo o corpo.

Os neurofibromas são mais comuns em pessoas com uma doença hereditária chamada neurofibromatose.

A cirurgia é o tipo mais comum de tratamento, quando necessário, para tumores benignos do nervo.

Osteocondromas

Os osteocondromas são o tipo mais comum de tumor ósseo benigno.

Estes tumores geralmente aparecem como uma protuberância envolvida por uma camada de cartilagem.

Os osteocondromas, em geral são únicos, mas podem ser múltiplos.

De aspecto bastante característico, aparecem, habitualmente, nas extremidades dos ossos longos, próximo às articulações, como joelhos e cotovelos.

A cirurgia pode ser necessária se o tumor causar sintomas como dor ou pressão nos nervos ou vasos sanguíneos.

Papilomas

Os papilomas são tumores que crescem a partir do tecido epitelial (tecido que reveste os órgão do corpo) e se projetam em estruturas semelhantes a dedos.

Eles podem ser benignos ou malignos.

Eles podem crescer na pele, colo do útero, ducto mamário ou membrana mucosa que cobre o interior da pálpebra (conjuntiva), por exemplo.

Esses tumores podem também resultar de uma infecção com o papilomavírus humano (HPV).

Alguns tipos de papilomas desaparecem por conta própria.

Em alguns casos, a retirada é necessária para descartar o câncer.

Tratamento de tumores benignos

Em muitos casos, os tumores benignos não precisam de tratamento.

Mas o tratamento pode ser necessário se a presença do tumor causar sintomas importantes ao afetar estruturas próximas, geralmente por compressão. Em outros casos, há risco de sangramento, como nos hemangiomas.

A cirurgia é um tipo comum de tratamento para tumores benignos.

O objetivo é remover o tumor sem danificar os tecidos próximos. O que nem sempre é fácil, como nos meningiomas.

Outros tipos de tratamento podem incluir medicação ou radioterapia.

Referências

publicidade

Veja também:

data-matched-content-ui-type="image_sidebyside" data-matched-content-rows-num="3" data-matched-content-columns-num="3" data-ad-format="autorelaxed">