PRESSÃO ALTA: Tratamento e Prevenção

Curta e Compartilhe!
Tempo de leitura: 5 minutos

Em outro artigo conversamos sobre o que é hipertensão arterial sistêmica e as causas da pressão alta. Leia aqui.

Tratamento

Mudança no estilo de vida é fundamental para o sucesso do tratamento, mas medicamentos podem ser necessários.

publicidade

Todo mundo com hipertensão arterial deve fazer mudanças para um estilo de vida saudável.

Se a medicação é recomendada depende da leitura da pressão arterial e do risco de desenvolver problemas como ataques cardíacos ou acidente vascular cerebral (derrame).

  • se a pressão arterial for consistentemente acima de 140x90mmHg, mas o risco de outros problemas for baixo – a pessoa será aconselhada a fazer algumas mudanças em seu estilo de vida
  • pressão altase a pressão arterial for consistentemente acima de 140x90mmHgx e o risco de outros problemas é alto – a pessoa receberá medicação para diminuir a pressão arterial, além de mudanças de estilo de vida
  • se a pressão arterial for consistentemente acima de 160x100mmHg – a pessoa receberá medicação para reduzir sua pressão arterial, além de mudanças de estilo de vida, mesmo que sua história não revele risco aparente

Mudanças de estilo de vida

Há algumas mudanças que a pessoa pode fazer para reduzir a pressão arterial elevada. Alguns destes reduzirão a pressão arterial em questão de semanas, enquanto outros podem demorar mais.

Esses incluem:

pressão alta

  • reduzir a ingestão de sal a menos de 6g por dia – uma dica é evitar o saleiro na mesa
  • comer uma dieta com baixo teor de gordura e equilibrada – incluindo abundância de frutas e vegetais frescos
  • praticar atividade física regularmente – caminhar ou correr são ótimas opções
  • reduzir a ingestão de bebidas alcoólicas 
  • perder peso – se estiver com excesso de peso
  • beber menos cafeína – encontrado no café, chá e coca-cola
  • parar de fumar – se fumar
  • dormir pelo menos seis horas de sono por noite, se puder – leia algumas dicas para dormir

A pessoa pode seguir estes passos, independentemente de estar ou não tomando medicação para pressão arterial.

Na verdade, ao fazer essas mudanças no início, ela pode evitar a necessidade de medicamentos.

Medicação para hipertensão arterial

Vários medicamentos podem ser usados ​​para ajudar a controlar a pressão arterial elevada. Muitas pessoas precisam tomar uma combinação de medicamentos diferentes.

A medicação recomendada no início dependerá da idade e etnia:

  • se a pessoa tem menos de 55 anos de idade – geralmente será prescrito um inibidor de ECA (enzima conversora da angiotensina) ou um bloqueador de receptor de angiotensina 
  • se tiver idade igual ou superior a 55 anos, ou for de qualquer idade e de origem africana – geralmente será prescrito um bloqueador de canais de cálcio

A pessoa pode precisar tomar medicação para o resto da vida.

É muito importante tomar os medicamentos conforme indicado.

Inibidores de ECA

Os inibidores da enzima conversora de angiotensina (ECA) reduzem a pressão arterial relaxando os vasos sanguíneos.

Exemplos comuns são enalapril, lisinopril, perindopril e ramipril.

O efeito colateral mais comum é a tosse seca persistente. Outros possíveis efeitos colaterais incluem dor de cabeça, tonturas e erupção cutânea.

Bloqueadores de receptores de angiotensina 

Os bloqueadores de receptores de angiotensina funcionam de forma semelhante aos inibidores da ECA. Muitas vezes, eles são recomendados se os inibidores da ECA causarem efeitos colaterais problemáticos.

Exemplos comuns são candesartan, irbesartan, losartan, valsartan e olmesartan.

publicidade

Possíveis efeitos colaterais incluem tonturas, dores de cabeça e sintomas gripais.

Bloqueadores de canais de cálcio

Os bloqueadores dos canais de cálcio reduzem a pressão arterial dilatando os vasos sanguíneos.

Exemplos comuns são amlodipina, felodipina e nifedipina. Outros medicamentos, como diltiazem e verapamil, também estão disponíveis.

Possíveis efeitos colaterais incluem dores de cabeça, tornozelos inchados e constipação.

Diuréticos

Os diuréticos funcionam retirando o excesso de água e sal do corpo através da urina.

Eles são freqüentemente usados ​​se os bloqueadores dos canais de cálcio causam efeitos colaterais problemáticos.

Exemplos comuns são indapamida e hidroclorotiazida.

Possíveis efeitos colaterais incluem hipotensão postural (tonturas quando de pé), aumento da sede , necessidade de ir ao banheiro com freqüência e erupção cutânea.

O baixo nível de potássio (hipocalemia) e o baixo teor de sódio (hiponatremia) também podem ser observados após o uso a longo prazo.

Beta-bloqueadores

Os beta-bloqueadores podem reduzir a pressão sanguínea ao fazer o coração bater mais devagar e com menos força.

Eles costumavam ser um tratamento popular para a pressão arterial elevada, mas agora só tendem a ser usados ​​quando outros tratamentos não funcionaram.

Isso ocorre porque os beta-bloqueadores são considerados menos eficazes do que outros medicamentos para a pressão arterial.

publicidade

Exemplos comuns são atenolol e propranolol.

Possíveis efeitos colaterais incluem tonturas, dores de cabeça, cansaço e mãos e pés frios.

Prevenção

A pressão arterial elevada muitas vezes pode ser prevenida ou reduzida comendo de forma saudável, mantendo um peso saudável, fazendo exercícios regulares, consumindo álcool com moderação e não fumando.

Dieta saudávelcomer para correr

Reduzir a quantidade de sal nos alimentos e comer muitas frutas e vegetais.

O sal aumenta a pressão sanguínea. Quanto mais sal comer, maior a pressão sanguínea.

O ideal é ingerir menos de 6g de sal por dia, que é cerca de uma colher de chá.

Ter uma alimentação com baixo teor de gordura que inclui muitas fibras – como arroz integral, pão e macarrão – e muitas frutas e vegetais também ajuda a baixar a pressão arterial.

A pessoa deve tentar comer cinco porções de frutas e legumes todos os dias.

Limite a ingestão de álcool

Ingerir bebidas alcoólicas regularmente sem moderação pode elevar a pressão arterial ao longo do tempo.

Permanecer dentro desses níveis recomendados é a melhor maneira de reduzir o risco de desenvolver pressão arterial elevada:

O álcool também é rico em calorias, o que fará aumentar o peso e pode aumentar a pressão sanguínea.

Perder peso

O excesso de peso obriga o coração a trabalhar mais para bombear sangue ao redor do corpo, o que pode aumentar a pressão arterial.

Vale a pena lembrar que apenas perder alguns quilos fará uma grande diferença para a pressão arterial e a saúde geral.

Praticar atividade física regularmente

Ser ativo e exercitar-se regularmente reduz a pressão arterial mantendo o coração e os vasos sanguíneos em boas condições.

corrida

O exercício regular também pode ajudar a perder peso, o que também ajudará a diminuir a pressão arterial.

Os adultos devem fazer pelo menos 150 minutos (2 horas e 30 minutos) de atividade aeróbica de intensidade moderada, como ciclismo ou caminhada rápida a cada semana.

Reduzir a cafeína

Beber mais de quatro xícaras de café por dia pode aumentar a pressão sanguínea.

É bom beber chá e café como parte de uma dieta equilibrada, mas é importante que essas bebidas não sejam ingeridas em excesso.

Parar de fumar

Fumar não causa diretamente a pressão arterial elevada, mas coloca a pessoa em maior risco de ataque cardíaco e acidente vascular cerebral.

Fumar, como a hipertensão arterial, fará com que as artérias tenham dificuldade de deixar o sangue circular.

Ter uma boa noite de sono

cansaço

A privação de sono a longo prazo está associada a aumento da pressão arterial e aumento do risco de hipertensão arterial.

É importante ter pelo menos seis horas de sono por noite, se puder.

Leia algumas dicas para dormir.

Referências

publicidade

Veja também:

data-matched-content-ui-type="image_sidebyside" data-matched-content-rows-num="3" data-matched-content-columns-num="3" data-ad-format="autorelaxed">