Homens: conheçam os seus testículos! ...e previnam-se

Homens: conheçam os seus testículos! …e previnam-se

Tempo de leitura estimado: 4 minutos
Print Friendly, PDF & Email

Por que conhecer os testículos?

Parece estranho dizer que muitos homens não conhecem os seus testículos. Tão próximos…   …e tão distantes.

Apesar de estas duas “bolas” estarem aonde estão, a maioria dos homens não as examinam regularmente a ponto de conhecer as suas características, como a consistência, a superfície ou quais estruturas podem ser percebidas ao exame manual da bolsa escrotal.

Esse conhecimento é importante para que o homem possa perceber se surgir algo anormal, como nódulos ou “caroços” e inchaços que podem ser um sinal de câncer testicular em um estágio inicial.

Homens: conheçam os seus testÍculos!

Sobre os testículos

Os testículos são duas pequenas estruturas ovais dentro da bolsa escrotal.

O principal papel é produzir espermatozoides e hormônios sexuais masculinos, como a testosterona.

A testosterona é a responsável pela libido (desejo sexual) e pela capacidade de obter ereção.

A maioria dos nódulos (caroços) que pode surgir nos testículos não é câncer testicular e é causada por outras condições, como:

  • Hérnia inguinal: hérnia é uma área onde a parede muscular está frágil e permite que um conteúdo, como tecido adiposo ou uma alça do intestino, seja projetado, causando uma protuberância na parede abdominal ou pélvica. No caso da hérnia inguinal: o conteúdo é projetado na bolsa escrotal.
  • Hidrocele: é uma coleção de fluido na bolsa escrotal.
  • Cistos do epidídimo: são pequenos nódulos cheios de líquido no epidídimo.
  • Varicocele: é um inchaço na bolsa escrotal causado por uma coleção de vasos sanguíneos anormalmente grandes, como “pequenas varizes”.

Regulação da temperatura dos testículos

Os testículos estão localizados fora do corpo, suspensos pelo cordão espermático, dentro da bolsa escrotal.

Isso permite que a produção de espermatozoides seja mais eficiente, já que a temperatura interna do corpo seria muito alta para essa produção.

No cordão espermático há um músculo, o músculo cremastérico.

Nos dias frios, esse músculo se contrai e o cordão espermático é diminuído e o testículo é movido em direção ao corpo. Assim, os testículos ficam um pouco mais aquecidos.

No dias quentes, é necessário o resfriamento dos testículos. Para isso, o músculo cremastérico se relaxa e o testículo é abaixado e desta forma se afasta do calor do corpo.

Este fenômeno é chamado de reflexo cremastérico.

Esse reflexo também ocorre em resposta ao estresse (os testículos sobem em direção ao corpo de forma a se proteger em uma luta).

Como examinar os testículos?

Depois de atingir a puberdade, é importante verificar os testículos regularmente – idealmente, todos os meses.

A melhor hora para fazer isso é debaixo de chuveiro, ou logo depois do banho. O calor relaxará a bolsa escrotal e facilitará o exame. Veja o que fazer:

  • Fique na frente de um espelho e verifique se pode ver algo incomum como qualquer inchaço na pele.
  • Sinta o tamanho e o peso de cada testículo. É normal que um testículo seja maior ou esteja mais abaixo do que o outro.
  • Conheça a sensação dos testículos rolando cada um entre os dedos e o polegar. Eles devem ter a superfície lisa, sem nódulos ou inchaços.
  • Compare os testículos entre si – conheça as diferenças entre eles.

Em direção ao topo, na parte de trás de cada testículo, deverá ser percebido um tubo macio, que é o epidídimo, onde são armazenados os espermatozoides.

Homens: conheçam os seus testÍculos!

Nódulos cancerosos geralmente não se desenvolvem na região do epidídimo, mas nas laterais ou na frente do testículo.

Um caroço pequeno e firme pode ser sentido perto do topo dos testículos. Estes nódulos são chamados de hidátide de Morgagni, ou apêndice testicular, e é completamente normal.

Na dúvida, procure um médico.

Como saber se os testículos estão saudáveis?

O homem deve ficar atento a alterações nos testículos como:

  • Diferença no tamanho
  • Sensação de peso na bolsa escrotal
  • Presença de um caroço duro no testículo
  • Dor na região inferior da barriga ou virilha
  • Presença de sangue na bolsa escrotal
  • Dor ou desconforto no testículo ou na bolsa escrotal

Quais as causas mais comuns de dor no testículo?

Orquite

A orquite é a inflamação dos testículos, que pode ser causada por diversos patógenos, entre eles, pelo vírus da caxumba ou por bactérias, normalmente transmitidas por DSTs.

A doença pode causar infertilidade, pois prejudica a produção da testosterona e dos espermatozoides.

A dor nos testículos provocada pela orquite pode ser grave ou moderada, e geralmente é acompanhada de inchaço.

Epididimite

A inflamação dos epidídimos normalmente é causada por doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), como clamídia ou gonorreia. A epididimite pode causar sensibilidade, sensação de peso e dor nos testículos, entre outros sintomas.

Varicocele

São  como varizes nos testículos. A varicocele consiste na dilatação das veias da região escrotal. Essas varizes acabam por aumentar a temperatura local, o que prejudica a produção dos espermatozoides, podendo também causar infertilidade.

Torção testicular

Caracterizada por uma dor aguda e repentina, bem como inchaço do testículo, a torção testicular ocorre normalmente na adolescência, mas pode acontecer também na infância ou vida adulta.

Ela consiste na torção do cordão espermático, e precisa ser tratada rapidamente para restabelecer o fluxo sanguíneo no testículo. Na maior parte das vezes é necessário cirurgia, mas a torção pode se desfazer espontaneamente ou por intervenção manual do médico.

Tumores

Os tumores testiculares malignos são raros, porém também podem causar dor nos testículos, ao toque ou não.

Normalmente esse sintoma é acompanhado de aumento do volume e presença de um nódulo (caroço) de consistência mais dura.

Se o câncer testicular é encontrado cedo, quase sempre pode ser curado.

Quando procurar um médico

Algumas situações podem não ser normais, como:

  • Caroço, inchaço ou endurecimento – e se algum caroço parece estar preso ao testículo ou se está flutuando livremente
  • Mudança na consistência – pode-se sentir como se estivesse cheio de líquido, por exemplo;
  • Mudança no tamanho, forma ou peso

Outras alterações a serem observadas são:

  • Sensação de peso na bolsa escrotal;
  • Qualquer dor ou sensação de dor forte no testículo ou na bolsa escrotal;
  • Dor na virilha

Esses sintomas podem às vezes ser um sinal de câncer testicular (mas nem sempre): procure um médico para esclarecer.

Referências

O que É asma: causas, sintomas e tratamento