14 Causas de cansaço excessivo e constante

14 Causas de cansaço excessivo e constante

Tempo de leitura estimado: 7 minutos
Print Friendly, PDF & Email

Se você costuma se perguntar: “por que estou sempre cansado?” Pergunte-se também o seguinte: “eu trato bem o meu corpo?”

Existem três pilares para uma boa saúde: sono  alimentação e exercícios.

Quem não dorme bem dificilmente se alimenta adequadamente e, obviamente, não consegue manter uma rotina de exercícios físicos. Todos estão relacionados.

Um adultos precisa de 7 a 9 horas de sono por dia, uma alimentação balanceada de frutas, vegetais e proteínas magras e uma dose regular de atividade física (150 horas por semana).

Um estilo de vida estressante e desregrado pode levar ao cansaço físico e mental e também pode gerar alguns problemas de saúde. Por outro lado, há algumas doenças que, mesmo que a pessoa tenha hábitos saudáveis, podem causar sensação de cansaço.

Aqui estão 14 condições de saúde que causam cansaço excessivo.

1. Doença celíaca

Este é um tipo de intolerância alimentar, onde o corpo reage mal quando come glúten – uma substância encontrada em pão, bolos e cereais. A principal fonte de glúten é a farinha de trigo.

Uma em cada 100 pessoas é afetada, mas pesquisas sugerem que até 90% das pessoas com doença celíaca não sabem que possuem a condição.

Outros sintomas de doença celíaca, além do cansaço, são diarreia, anemia e perda de peso.

Leia mais sobre doença celíaca .

2. Anemia

Uma das razões médicas mais comuns para sentir-se constantemente cansado é a anemia.

A fadiga causada pela anemia é o resultado da falta de glóbulos vermelhos, que levam oxigênio dos pulmões para os tecidos e células. Além cansaço, a pessoa pode ter fraqueza falta de ar.

A anemia pode ser causada por deficiência de ferro ou vitamina, perda de sangue, sangramento interno ou uma doença crônica, como artrite reumatoide, câncer ou insuficiência renal.

anemia ferropriva (por falta de ferro) afeta cerca de 1 em cada 20 homens e mulheres na pós-menopausa, mas pode ser ainda mais comum em mulheres em idade fértil por causa do sangramento menstrual, que pode, às vezes, ser excessivo e causar perda importante de sangue.

Conjuntiva pálida é um sinal de anemia
Conjuntiva pálida é um sinal de anemia

Normalmente, quem tem anemia pode sentir desânimo para fazer qualquer atividade, os músculos parecerão “pesados” ​​e a pessoa ficará cansada muito rapidamente.

As mulheres com sangramento menstrual intenso e as grávidas são especialmente propensas à anemia.

Sensação de cansaço o tempo todo é um dos principais sintomas, mas outros incluem fraqueza extrema, dificuldade para dormir, falta de concentração, taquicardia, palidez, dores no peito e dor de cabeça.

Exercícios simples, como subir escadas ou caminhar curtas distâncias, podem ser bem cansativos.

3. Síndrome da fadiga crônica

Essa condição causa uma forte fadiga que surge rapidamente.

síndrome de fadiga crônica (encefalomielite miálgica) é um cansaço grave e incapacitante que ocorre durante pelo menos seis meses.

Pessoas que sofrem da síndrome da fadiga crônica se sentem muito cansadas para continuar com suas atividades normais e se exaurem facilmente com pouco esforço.

Outros sintomas incluem dor de cabeça, dores musculares e articulares, dor de garganta, fraqueza, gânglios linfáticos sensíveis e incapacidade de concentração.

A síndrome da fadiga crônica não tem causa conhecida.

4. Apnéia do sono

apneia do sono é uma condição em que a garganta estreita ou fecha e causa breves interrupções da respiração durante o sono.

A dificuldade em respirar faz a pessoa acordar muitas vezes durante a noite e se sentir exausta no dia seguinte.

É mais comum em homens de meia idade com excesso de peso.

Beber álcool e fumar piora a condição.

No tipo mais comum, a apneia obstrutiva do sono, as vias aéreas superiores fecham ou colapsam por 10 segundos ou mais, o que impede que o cérebro entre em estágios mais profundos do sono, como o estágio REM. É no estágio REM que o cérebro realmente descansa e a musculatura do corpo relaxa.

Além disso, há queda nos níveis de oxigênio do sangue nestes períodos sem respirar.

ronco

Uma pessoa com apneia obstrutiva do sono pode parar de respirar dezenas ou até centenas de vezes por noite.

O sintoma mais comum é o ronco, quando dormindo.

A apneia do sono pode causar doenças cardíacas, hipertensão arterial, diabetes e derrame (AVC).

5. Alterações na tireoide

Quando os hormônios da tireoide estão desequilibrados, até as atividades mais simples deixam a pessoa cansada.

Excesso de hormônio tireoidiano (hipertireoidismo) acelera o metabolismo. Muito pouco (hipotireoidismo) faz o metabolismo ficar mais lento.

Cansaço no hipotireoidismo

Hipotireoidismo é o termo utilizado para descrever uma condição em que a glândula tireoide não produz hormônios tireoidianos suficientes.

hipotireoidismo causa fadiga, incapacidade de concentração e dor muscular, mesmo com pouca atividade.

Outros sintomas incluem aumento de peso devido à retenção de água, sensação de frio o tempo todo (mesmo em climas mais quentes), fluxos menstruais mais intensos e frequentes e constipação (prisão de ventre).

É mais comum nas mulheres e acontece com mais frequência após o 40 anos.

Cansaço no hipertireoidismo

Hipertireoidismo é quando a glândula tireoide produz mais hormônios do que o necessário para equilibra o metabolismo do corpo.

O hipertireoidismo causa fadiga muscular e fraqueza, que a pessoa pode notar primeiro nas coxas. Exercícios, como andar de bicicleta ou subir escadas, tornam-se mais difíceis.

Outros sintomas do hipertireoidismo incluem perda de peso inexplicável, sensação de calor o tempo todo, aumento da frequência cardíaca, fluxos menstruais mais curtos e menos frequentes e aumento da sede.

O hipertireoidismo é mais comumente diagnosticado em mulheres entre 20 e 30 anos, mas também pode ocorrer em mulheres e homens mais velhos.

6. Diabetes Mellitus

Diabetes mellitus é uma doença que ocorre quando o nível de açúcar (glicose) no sangue se torna mais elevado do que o normal, e acontece se o corpo produz pouca ou nenhuma insulina ou quando a insulina produzida não consegue agir devido à resistência à insulina pelas células.

O açúcar (glicose) é o combustível que mantém o corpo funcionando. As pessoas com diabetes mellitus  tipo 2 não conseguem usar a glicose adequadamente, fazendo com que esta se acumule no sangue e não entrem nas células

Células sem glicose não têm energia suficiente para manter o corpo funcionando sem problemas, por isso as pessoas com diabetes geralmente percebem a fadiga como um dos primeiros sinais de alerta.

Outros sintomas são aumento da sede, aumento da vontade de urinar, fome, irritabilidade, infecções por fungos, visão turva e perda de peso.

7. Mononucleose Infecciosa

A mononucleose infecciosa, ou febre glandular, é uma infecção viral causada pelo vírus Epstein-Barr  e um sintoma importante é a fadiga intensa, juntamente com febre, dor de garganta e glândulas inchadas.

Outros sintomas são febre, dor de garganta, adenopatia (“inguas”) e mal-estar. Em casos mais graves pode ocorrer esplenomegalia (aumento do baço), icterícia e hepatomegalia (aumento do fígado).

A maioria dos casos acontece em adolescentes e adultos jovens.

Os sintomas geralmente desaparecem dentro de quatro a seis semanas, mas a fadiga pode demorar por vários meses.

8. Depressão

depressão é mais do que simplesmente sentir-se triste. Tristeza é apenas um dos sintomas da depressão.

Além da sensação de tristeza, a depressão também pode fazer a pessoa se sentir sem energia.

A depressão é uma doença importante que afeta a maneira como dormimos, comemos e nos sentimos com relação a nós mesmos e aos outros.

Sem tratamento, os sintomas da depressão podem durar semanas, meses ou até anos.

Na depressão pode ocorrer insônia o que causará cansaço durante o dia.

Outros sintomas são diminuição da energia, mudanças nos padrões de sono e alimentação, problemas de memória e concentração e sentimentos de desesperança, inutilidade e negatividade.

cansaço

A pessoa deve consultar um médico se tiver cinco ou mais dos sintomas abaixo por mais de duas semanas, ou se eles interferirem nas atividades diárias:

  • Fadiga ou perda de energia;
  • Dormir muito pouco ou demais;
  • Estar com um humor persistente triste, ansioso ou “vazio”;
  • Estar com redução do apetite e perda de peso;
  • Estar com aumento do apetite e ganho de peso;
  • Perder o interesse ou prazer em atividades antes apreciadas;
  • Inquietação ou irritabilidade;
  • Sintomas físicos persistentes que não respondem ao tratamento, como dores de cabeça, dor crônica ou prisão de ventre e outros distúrbios digestivos;
  • Dificuldade de concentração, lembrança ou tomada de decisões;
  • Sentir-se culpado, sem esperança ou sem valor;
  • Pensamentos de morte ou suicídio.

9. Síndrome das Pernas Inquietas

A síndrome das pernas inquietas, também conhecida como doença de Willis-Ekbom, é uma condição comum do sistema nervoso que provoca um impulso irresistível e incontrolável para mover as pernas.

Além do impulso irresistível de continuar movendo as pernas, pode haver uma dor profunda nestas.

Esta condição pode fazer com que a pessoa acorde, pois as pernas podem mexer espontaneamente durante a noite.

O sono será interrompido e de má qualidade o que acarretará em cansaço durante o dia.

10. Ansiedade

Sentir-se ansioso às vezes é perfeitamente normal. Mas algumas pessoas têm constantes sentimentos incontroláveis ​​de ansiedade, que são tão fortes que afetam sua vida diária.

Essa situação é um transtorno de ansiedade generalizada que afeta cerca de 1 em cada 20 pessoas.

Além de se sentir preocupada e irritada, a pessoa com transtorno de ansiedade generalizada muitas vezes se sente cansada.

11. Fibromialgia

A fibromialgia pode causar fadiga que pode variar de uma leve sensação de cansaço à exaustão.

O cansaço da fibromialgia é frequentemente pior quando associado à alguma infecção, mesmo uma simples gripe.

A fadiga severa pode surgir repentinamente ou ir aumentando gradualmente.

Também o aumento da sensibilidade à dor na fibromialgia, com dores constantes, pode causar dificuldade de concentração e afetar o sono, o que gera mais fadiga.

A fadiga da fibromialgia costuma ter um grande impacto na capacidade de uma pessoa de trabalhar, atender às necessidades familiares ou se envolver em atividades sociais.

12. Doenças cardíacas

Quando o coração não bombeia sangue rico em oxigênio suficiente para os principais órgãos e músculos, o corpo fica cansado.

A fadiga pode ser um sinal de problemas nas válvulas cardíacas ou insuficiência cardíaca.

A fadiga cardíaca geralmente acompanha uma doença cardíaca crônica. Raramente é o primeiro sintoma de um problema cardíaco recente, mas geralmente aparece quando a respiração começa a ficar curta.

Um coração cansado é uma consequência de uma insuficiência cardíaca crônica.

13. Doenças pulmonares

É comum que pessoas com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) sintam cansaço.

Exemplos de DPOC são: bronquite crônica, enfisema e asma. Nestas doenças ocorre uma redução do fluxo de ar para os pulmões, tornando a respiração difícil.

10 causas de cansaço excessivo e constante

Uma respiração com dificuldade reduz a captação de oxigênio nos pulmões e, assim, reduz o suprimento de oxigênio para as células do corpo. Sem oxigênio suficiente, o corpo se sente cansado.

A fadiga da doença pulmonar causa cansaço, falta de ar e falta de energia, o que pode afetar significativamente a qualidade de vida de uma pessoa.

14. Gravidez

A fadiga pode começar nas primeiras semanas de gravidez. Algumas mulheres percebem-se cansadas logo uma semana após a concepção: é um dos primeiros sintomas da gravidez.

Esse cansaço do primeiro trimestre geralmente vem acompanhado de sono frequente .

Alterações hormonais, devido ao aumento dos níveis do hormônio progesterona, e mudanças emocionais são a causa.

Esta fadiga inicial geralmente melhora no início do segundo trimestre, mas costuma retornar no terceiro trimestre, devido à dificuldade de expandir os pulmões, por causa do tamanho do útero, e devido ao aumento do tamanho e peso de bebê.

A extensão do cansaço varia de mulher para mulher, com algumas sentindo-se absolutamente abaladas durante a gravidez, enquanto outras são menos afetadas. A maioria das gestantes, no entanto, se sentirá mais cansada do que o normal durante a gravidez.

Cansaço excessivo e falta de energia podem ser sintomas de anemia por deficiência de ferro.

Referências

O que É asma: causas, sintomas e tratamento