​​SEXO Durante a GRAVIDEZ

Curta e Compartilhe!
Tempo de leitura: 3 minutos

A mulher descobre que está grávida, a barriga vai crescendo e a pergunta vem: pode sexo durante a gravidez?

Sexo durante a gravidez é uma dúvida comum da maioria dos casais. E tanto, mulheres e homens, às vezes têm medo de prejudicar o bebê.

Sexo na gravidez

Mas o sexo é seguro e, portanto, permitido, exceto em casos específicos.

A penetração não prejudica o bebê, que está protegido por uma bolsa de água que amortece qualquer impacto.

Leia sobre os sinais e sintomas precoces da gravidez e sobre os teste comprados na farmácia.

É normal desejar sexo durante a gravidez?

Sim!

Algumas mulheres grávidas sentem aumentar o desejo sexual quando estão grávidas.

Esse aumento do desejo sexual na gravidez ocorre devido ao aumento do fluxo sanguíneo para a área pélvica, o que leva a uma sensibilidade maior da região. Além disso, há o aumento da lubrificação vaginal devido a alterações hormonais.

Mas o oposto também pode acontecer. Pode ser completamente normal não desejar sexo.

A mulher, nesta fase, pode estar tendo muitas dores, sentindo-se pouco atraente ou simplesmente cansada e isso pode fazer a libido despencar.

Quais posições são as mais confortáveis?

Um pesquisa nos estados Unidos, feitas com casais, revelou que mais de 75% disseram ter experimentado diferentes posições durante a gravidez.

Segundo os casais entrevistados, a posição com os corpos lado a lado era a mais confortável.

Mas cada casal deve fazer as suas próprias experiências, considerando que a posição mais confortável pode também variar ao longo do período gestacional.

Quando o sexo não é permitido durante a gravidez?

Algumas situações durante a gestação podem fazer com que a abstinência sexual seja recomendada pelo médico. São elas:

  • Placenta prévia (quando a placenta tem a implantação muito próxima ao colo do útero)
  • Risco de parto prematuro (antes de 37 semanas de gestação)
  • Sangramento vaginal inexplicável ou corrimento
  • Cólica abdominal
  • Insuficiência cervical (quando o colo do útero é frágil)
  • Colo do útero dilatado
  • Rompimento prematuro da bolsa

Leia sobre os sinais e sintomas de complicações possíveis na gravidez.

Além dos riscos próprios da gravidez, há outros momentos em que é contra-indicada a relação sexual. São estas:

  • Surto de herpes genital na gestante ou no parceiro
  • Histórico de herpes genital no parceiro, sendo que a mulher não tem história. Neste caso, evitar no terceiro trimestre, mesmo que ele não tenha feridas ou sintomas.
  • O mesmo se aplica à mulher receber sexo oral, quando o parceiro tiver herpes labial.
  • A relação sexual também deve ser evitada se a mulher ou o seu parceiro tiver qualquer outra infecção sexualmente transmissível.

Em caso de histórico de parto prematuro em gestação prévia, o médico pode também recomendar a abstinência em algum momento da gravidez até a data do parto.

Se o médico disser “sem sexo”, essa negativa pode incluir qualquer ato que leve ao orgasmo, não apenas a relação sexual com penetração.

Saiba como contar as semanas de gestação.

Em casos em que não contra-indicações formais, o sexo durante a gestação deve ser encarado como um atividade saudável ao casal que mantém a sua intimidade, enquanto acompanha as mudanças no corpo da mulher.

O importante é sempre conversar e se sentir segura e amada, afinal há mais possibilidades na intimidade física do que somente a relação sexual.

Referências